Rede TVTEC | http://tvtecjundiai.com.br

Análise: Rede TVTEC inova, reduz custos e cria empregos

Publicada em 09/08/2017 às 13:50

por Pedro Fávaro Jr.

Quem está aqui hoje e domina as tecnologias digitais?

Quem tem algum domínio sobre a produção audiovisual?

O quê deve motivar a existência de um serviço público de Comunicação?

As perguntas foram lançadas pela jornalista Mônica Gropelo, num café da manhã com vinte profissionais da área de Comunicação Social em Jundiaí – a 60 quilômetros da cidade de São Paulo – e região, em tom de desafio no pré-lançamento da Rede TVTEC digital, a primeira escola de qualificação em tecnologias digitais e produção audiovisual pública, municipal, em parceria com o Centro Paula Souza.  Mônica é superintendente da Fundação TVE, televisão educativa criada há 21 cujo papel e vocação o prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB) redefiniu e realinhou para a Rede TVTEC, a partir do reconhecimento de um novo modelo praxiológico de Comunicação Social nos dias atuais.

Mônica Gropelo: “Quem tem algum domínio sobre a produção audiovisual?”

Um novo padrão que exige maior rapidez de resposta do serviço público e, portanto, põe a televisão educativa nos trilhos da real utilidade pública. Dá ao cidadão e cidadã comuns o papel de protagonistas, de agentes de transformação, usurpado desde sempre pelas torcidas organizadas do marketing, no mundo midiático. Trata-se de um modelo inovador, de custo zero – porque a estrutura está pronta e foi otimizada – e que, de quebra, produz mão-de-obra qualificada e estimula a criação de postos de trabalho.

LEIA TAMBÉM:
Em pré-lançamento, TVTEC abre workshop para imprensa

A resposta à pergunta da jornalista foi um silêncio pesado e estranho. O silêncio da dúvida, possivelmente. Um silêncio que quando não é transformado em reflexão e se transforma em arrogância, põe abaixo as redações tradicionais de rádios, jornais, tevês e sites – sejam grandes, médios ou segmentados.  “É o início de um novo tempo e novo ritmo na caminhada iniciada faz 21 anos pela tevê pública da cidade” – comentou Mônica na entrevista. A TVE continuará a existir, com sua missão, porém vinculada à exigência da inovação, a palavra de ordem do prefeito.

ENXERGAR O INVISÍVEL

Andar numa nova direção significará evitar o sucateamento, o desperdício e a temida falência, como a de muitos veículos, pela recusa em admitir as exigências de um novo tipo de sociedade, sem entrar cultura dos valores descartáveis, sem se deixar desfigurar pelos descaminhos de uma sociedade que para os pensadores pós-modernos vivem em “estado de liquefação”.

– A maior e mais sútil de todas essas exigências é a de abaixar a cabeça e olhar para baixo, reconhecer quem dá sustentação à coisa pública, enxergar aqueles que estão na linha da vulnerabilidade e exclusão, sem trabalho, sem alternativas e criar para eles um caminho, uma via que lhes devolva a esperança –, refletiu então Mônica.

No dia 31 de julho, candidatos às vagas dos dois primeiros cursos gratuitos da TVTEC esperam para fazer a inscrição

LEIA TAMBÉM:
Rede TVTEC será lançada nesta quarta-feira (9) com festa

A Rede TV TEC se viabilizou no caminho inverso do realizado até agora. Vai em busca de uma interação com o público, usando como ferramentas as novas tecnologias digitais, as mídias eletrônicas disponíveis e as redes sociais. Sua visada, seu foco, é aproximar pessoas, facilitar o acesso aos serviços públicos, qualificar mão-de-obra no seu setor desde a infância a partir de uma estrutura enxuta e com custo zero. Trata-se, conforme insiste o prefeito, de um projeto que envolve assumir a mudança de conceitos, estimula o pensamento inovador e incentiva fazer da transformação digital que vivemos nesses dias uma oportunidade de melhoria de qualidade de vida.

Além de enxugar seus quadros, a Rede TVTEC começa talvez com o menor orçamento e a menor equipe de seus 21 anos. Com 17 profissionais especializados e um orçamento pequeno, em vias de ser contingenciado. “Isso nos desafia, porque entendemos que é possível fazer mais no serviço público, quando tiramos o público do balcão, do camarote, da arquibancada, da geral, da plateia enfim para colocá-lo, como pretendemos e como deve ser, no papel de agente transformador, de protagonista”, explicou Mônica na entrevista coletiva.

O padrão do lançamento, evento multimídia, crossmídia e transmídia, exemplifica a busca dessa cadeia econômica criativa: os participantes foram voluntários, se apresentaram, apresentaram seu potencial – com o uso das tecnologias disponíveis, avançadas ou não e das redes sociais – sem onerar a Prefeitura. Com protagonismo da comunidade a partir da abertura e aproximação do serviço público, visto como um portal de oportunidades iguais para todos.




Link original: https://tvtecjundiai.com.br/2017/08/09/analise-rede-tvtec-inova-reduz-custos-e-cria-empregos/