TVTEC Blog | http://tvtecjundiai.com.br/tvtecblog

TVTEC Blog com Pedro Fávaro Jr.
13
setembro 2018

Um cobrador diferente em Jundiaí. Ou trocador?

Leia mais Crônica

Cobrador ou trocador?  Uma figura tradicional que está dando lugar, no transporte coletivo, para as catracas eletrônicas, embora não possa ser substituído pelo motorista, por força das leis trabalhistas. E eu com isso? Nada, claro, se eu não usasse o transporte coletivo, mais especificamente as linhas que passam pela Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra e me deixam, confortavelmente, quase na porta de casa. 

Quem escreve ou faz Jornalismo tem o vício de observar e notar o diferente. O diferente muda tudo. O diferente é a notícia. O diferente, nas escolas de Comunicação, era o homem morder o cachorro, porque cães mordem por natureza. Mas num tempo em que homens e mulheres que mordem, bufam, xingam em todos os lugares – no trânsito, nos bancos, nas lojas, nos passeios públicos, o diferente é o ser humano feliz, tranquilo, alegre, equilibrado.

Você é capaz de imaginar isso num cobrador de ônibus? O Alemão é assim. Eu imagino que ele esteja na faixa entre 45 e 55 anos. E trabalha nos ônibus desde 1996, faz 22 anos. Agora, com as catracas eletrônicas, a inteligência artificial e o algoritmo, o que Alemão faz, ninguém faz – ele simplesmente acolhe as pessoas que entram no ônibus, cansadas, sufocadas pela jornada de trabalho, voltando para suas casas.

“Pode passar, meu senhor. Empresta a sacola aqui que eu seguro enquanto você paga”, pede educadamente e faz a sacola pular a velha e antiquada roleta que ainda tem a missão de contar os passageiros.  “Boa noite, dona fulana. Aproveitou pra fazer o mercado. Paga aí que eu passo as sacolas”, e de novo repete o gesto. E repte quantas vezes for necessário.

Elogia o perfume da moça, pergunta dos filhos para o senhor ao lado. Conhece todo mundo e se interessa, sim, se demonstra um interesse humano por todos sem pesar na vida de ninguém. A notícia, quando pego o Jardim Molinari, muda – é possível ser gente e não morder o cachorro.

Você não é um cobrador, Antônio ‘Alemão’. Você de verdade é um trocador. Porque troca o limite da carranca e da irritação pela possibilidade concreta da alegria e do bom-humor onde quer que a gente esteja. Obrigado, por tornar meu retorno sempre mais leve e melhor, e despertar sempre em mim o desejo de abraçar todo mundo pelo caminho e em casa, incluindo meu cão e minhas gatas.

Viva a vida!



Quem já participou (2)

  • Isabel disse:

    Eu o conheço desde criança, sempre foi assim um diferencial, amigo sincero sempre disposto a oferecer o melhor de si a quem quer que passar em seu caminho. E o retorno e o reconhecimento e o carinho recíproco que ele recebe de quem o conhece. Parabéns Alemão.

    • pfjunior disse:

      Obrigado por estar conosco aqui e dar seu depoimento, Isabel. Isso foi muito bacana. Avise o Alemão que a bondade dele virou notícia. Ele merece saber. Abraços e apareça sempre.

Deixe seu comentário preenchendo os campos abaixo

Os comentários são moderados, e mensagens ofensivas serão removidas.

Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Link original: https://tvtecjundiai.com.br/tvtecblog/2018/09/13/um-cobrador-diferente-em-jundiai-ou-trocador/

Apoio