TVTEC News | http://tvtecjundiai.com.br/news

TVTEC News

Júpiter poderá ser visto até a olho nu em junho, diz NASA

Publicada em 06/06/2019 às 16:32

A NASA ofereceu dicas de observação para os que pretendem espiar Júpiter. A agência espacial norte-americana garante que você vai poder avistar o maior planeta do Sistema Solar durante junho com telescópio, binóculo e até a olho nu. O mês inaugura momento esperado com ansiedade pelos amantes da astronomia no Hemisfério Sul. O clima seco e as noites mais longas de inverno oferecem a combinação ideal para a observação do céu.

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar e estará visível até outubro.

“O maior planeta do Sistema Solar será uma joia brilhante a olho nu”, diz texto no site oficial da NASA. Distante entre 628 milhões e 928 milhões de km da Terra, o maior planeta do Sistema Solar aparecerá maior e mais brilhante no período.

Na segunda-feira (10), Júpiter atinge sua oposição podendo ser visto a noite toda na constelação de Serpentário. Com um pequeno telescópio você vai dar de cara com suas quatro maiores luas e enxergar o planeta revestido com uma tonalidade branco-amarela.

Embora o ápice aconteça em junho, o planeta equivalente 318 vezes a massa da Terra pode ser avistado, em formato de estrela, até meados de outubro.

“Meu conselho é que as pessoas saiam de suas casas, porque é um momento único olhar para as luas [de Júpiter] com um par de binóculos. Busque um horizonte limpo para ver melhor”, disse à CNN Robert Massey, diretor-executivo da Royal Sociedade Astronômica da Inglaterra.

O Observatório Municipal de Americana (OMA), no interior de São Paulo, já iniciou a temporada de observação de Júpiter. A entrada é franca e a programação acontece entre 19h e 22h, sempre no último dia útil da semana. É proibido o acesso de crianças menores de cinco anos à cúpula do Observatório.

(Fonte: Hypeness/Imagem: Reprodução)


Leia mais CiênciasMundoNotícias
Link original: https://tvtecjundiai.com.br/news/2019/06/06/jupiter-podera-ser-visto-ate-a-olho-nu-em-junho-diz-nasa/

Apoio